18 de junho de 2024 - 03:21

Esporte

09/12/2023 19:36

Governo de MT lança edital e destina R$ 1,2 milhão para o bolsa técnico; confira

A Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) lançou, nesta quinta-feira (07.12), o edital Bolsa Técnico 2023 do Programa Olimpus. A iniciativa inovadora, criada pelo Governo de Mato Grosso em 2021, beneficia treinadores de atletas, paratletas e atletas-guia praticantes do desporto de rendimento, atendendo, preferencialmente, os esportes olímpicos e paralímpicos. O investimento chega a R$ 1,2 milhão.
O secretário da Secel, Jefferson Carvalho Neves, destaca que o programa é pensado para aqueles que ajudam a desenvolver as potencialidades em Mato Grosso. 
“O bolsa técnico nasceu para fazer um resgate em relação àqueles que investem anos das suas vidas para treinar os nossos atletas. O Governo do Estado acredita nos trabalhadores do esporte e em seus treinadores e, por isso, valorizamos-os financeiramente dando suporte para que tenham a melhor formação para passar”, afirma o secretário.
Serão selecionados treinadores de diferentes municípios e modalidades esportivas. Atualmente, há beneficiados que atuam com atletismo, futsal, handebol, karatê, wrestiling, tênis de mesa, judô, vôlei, taekwondo e kung fu, incluindo treinadores de atletas com deficiência. 
O edital pode ser acessado no site da Secel e as inscrições deverão ser realizadas a partir da 0h desta sexta-feira (08) até às 18h do dia 22 de dezembro, com preenchimento de formulário eletrônico e envio de anexos.
O auxílio mensal varia de R$ 1 mil a R$ 2 mil, concedido em doze parcelas iguais, de acordo com a categoria. Os benefícios estão divididos em três esferas, sendo 31 vagas para Bolsa Técnico Base (R$ 1 mil), 30 para Técnico Nacional (R$ 1,5 mil) e 12 vagas para Técnico Internacional (R$ 2 mil). Em cada categoria, 20% das bolsas serão reservadas aos treinadores de atletas paralímpicos e quando não preenchidas, revertidas para os técnicos classificados na ampla concorrência. 
Conforme o edital, poderá ser feito remanejamento de vagas não preenchidas dentro das limitações orçamentárias, criando vagas remanescentes, desde que obedeça a ordem de classificação e comprove o interesse público.
Vale destacar que técnicos que tenham atletas contemplados na edição 2023 do Bolsa Atleta serão priorizados. Contudo, aqueles que não possuem esportistas contemplados no edital também poderão concorrer apresentando títulos dentro dos critérios estabelecidos. Serão observados, ainda, procedimentos como análise de documentos e enquadramento do técnico apto no rol de eventos, referentes aos eventos ocorridos no ano de 2022. 
Incentivo do Estado
O Governo de Mato Grosso investiu mais de R$ 13 milhões na concessão de bolsas a atletas e técnicos, desde a reformulação e ampliação do programa Olimpus, desde 2020. Nesses últimos anos, os valores dos editais do Bolsa Atleta quadruplicaram e os do Bolsa Técnico, triplicaram. Ambas as seleções públicas são realizadas pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer.
No Bolsa Atleta, foram efetivados três editais desde 2020 e os investimentos saltaram de R$ 1,43 milhão para mais de R$ 5 milhões no último edital. O número de contemplados também aumentou de 151 para 409 atletas, atendendo praticantes de variadas modalidades esportivas em todo o Estado.


Plantão

(66)98408-0740

Copyright  - O Interior News - Todos os direitos reservados